27 de novembro - Dia do técnico de segurança do trabalho

26/11/2010

Segurança do Trabalho

Mais do que um dia de comemoração e homenagem, o dia 27 de novembro é dia de valorização do profissional de segurança do trabalho.

A jornada para regulamentar e promover melhorias para o ambiente de trabalho data de longos anos, desde a revolução industrial. A primeira lei de proteção ao trabalhador, por exemplo, foi criada em 1802, na Inglaterra, e veio para adotar medidas legais contra graves acidentes de trabalho, além de combater exaustivas jornadas e a ausência de benefícios, tais como férias.

Alguns anos mais tarde, o primeiro Inspetor médico foi contratado na Inglaterra para realizar exames médicos admissionais e periódicos, um grande passo na forma de tratar e valorizar a saúde e o bem-estar de funcionários. A partir disso, outros países como França e Alemanha começaram a adotar medidas semelhantes em prol da prevenção de acidentes de trabalho.

O Brasil começou a se preocupar com essas questões um pouco mais tarde, devido a circunstâncias histórias como a colonização e a escravatura. Alguns movimentos sociais em busca de melhorias aconteceram em meados dos anos 1910. Em decorrência dessas manifestações, surgiram as primeiras leis brasileiras quanto à questão de higiene e segurança do trabalhador no ambiente de trabalho. De 1923 a 1930 importantes órgãos que cuidariam do interesse dos trabalhadores foram criados, como o Conselho Nacional do Trabalho e o Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio.

Todos esses movimentos culminaram na implantação do Código de Legislação Trabalhista - CLT em 1943, maior conquista da classe trabalhista para a efetiva representação de seus interesses. Outra notável conquista para o segmento foi a criação, em 1953, da Portaria n.º 155/53, que regulamenta a atuação das Comissões Internas de Prevenções de Acidentes - CIPAS, no Brasil, proporcionando a participação dos funcionários em treinamentos e palestras que contribuam para o conhecimento de ações que beneficiem sua segurança e bem-estar no local de trabalho.

Nos anos seguintes, houve ainda a criação de normas regulamentadoras da segurança e medicina do trabalho e a aprovação do regulamento de benefícios da Previdência Social, assegurando benefícios como: auxílio-acidente, auxílio-doença e aposentadoria e pensão para família em caso de morte.

Todo esse processo moldou um cenário mais justo e saudável para os trabalhadores, mas era preciso que um profissional dentro da empresa se responsabilizasse para certificar de que normas e regulamentos estavam sendo devidamente respeitados, a fim de preservar a saúde física e metal de todos os trabalhadores no ambiente de trabalho. Por isso a Segurança do Trabalho tornou-se uma profissão tão importante e inclusive obrigatória em certos setores do mercado. Sendo o empregado produtor e gerador de negócios e lucros para a empresa, a mesma deve promover ações e medidas de segurança para assegurar que a principal peça do seu negócio seja tratada com o devido respeito e humanismo.

Se você é técnico de segurança do trabalho ou exerce função relacionada à área, sinta-se homenageado. Seu trabalho permite melhores condições de vida para pessoas dentro e fora das empresas. Parabéns!

Fonte: A Relevância da Prevenção do Acidente de Trabalho para o Crescimento Organizacional (http://www.nead.unama.br/)